Como fazer senhas mais seguras?

Sabemos que o mundo digital, muitas vezes, é extremamente vulnerável e, como ele guarda diversas informações pessoais, não podemos correr o risco dos ataques dos hackers, não é? Dessa maneira, a Acesso trouxe algumas dicas para você fazer uma senha forte e fácil de lembrar.

1. São 6 ou 8 caracteres? Use todos os espaços!

Senha simples não é uma opção quando procuramos segurança, existe um banco de dados de senhas comuns que os hackers adoram dar uma olhadinha. Para opções bem-sucedidas, procure mesclar números, letras e símbolos.

Por exemplo, se você decidiu colocar a frase “Eugostodesorvete123”, transforme para uma senha que não tenha uma sequência lógica mas siga a mesma ideia “3ug0st0D3s0rv3t3123”.

2. Sempre escolha senhas mais longas

Uma dica? Evite palavras comuns, os hackers possuem algoritmos para descobrir com maior facilidade essas palavras individuais no meio da senha.

Talvez, uma frase completa para memorizar seja inviável, mas procure resumi-la em algumas letras. Digamos que você, com a mesma ideia do anterior, gosta muito de sorvete e decide colocar a senha com a seguinte frase “Eu gostei do sorvete feito pela minha mãe em 2018”, troque para as primeiras letras da frase e adicione o número, ficando: EGSFMM2018.

3. Não vacile, procure proteções extras!

Alguns aplicativos e sites te dão a possibilidade de realizar a autenticação de dois fatores (2FA), um método que procura uma forma adicional de identificação para acessar a conta, como um número de telefone ou digital. Sempre que puder, acione esta opção!

Essas foram algumas dicas que trouxemos para você navegar com segurança nas redes sem deixar os seus dados vulneráveis. Por último, mas não menos importante, garanta a instalação de um antivírus de qualidade em seus dispositivos. A Acesso tem uma parceria com o Living Safe + McAfee, para uma conexão sem dores de cabeça!

Fonte: Olhar Digital

Você sabe o que pode atrapalhar o sinal do seu wi-fi?

Para garantir um bom sinal de wi-fi não basta instalar o roteador da forma correta, é necessário posicioná-lo em um lugar favorável de acordo com a estrutura do ambiente. Dependendo dos objetos próximos à ele, a conexão pode oscilar bastante. Dessa maneira, trouxemos alguns pontos para você ficar de olho e não cair nessa cilada.

1. Cabos desprotegidos: Você já observou os conectores do modem? Se estiverem danificados, podem gerar interferência por radiofrequência, atrapalhando a propagação de ondas da sua internet.

2. Espelhos: Certifique-se que não há espelhos de frente para o roteador, pois eles podem gerar o efeito “bate-e-volta”, impedindo a propagação correta da conexão.

3. Água: Os locais que acumulam uma grande quantidade de água são os vilões para a estabilidade do seu sinal, já que, assim como os espelhos, são ótimos refletores. Por isso, evite colocar o seu roteador próximo de aquários, por exemplo.

4. Paredes: As paredes já são conhecidas como um grande obstáculo para a sua internet, mas é importante salientar que alguns materiais geram mais interferência do que outros, por exemplo, paredes de tijolos são menos densas na absorção da radiofrequência comparadas às paredes de concreto ou gesso.

5. Microondas e dispositivos sem fio: Muitos equipamentos, como microondas, dispositivos sem fio e telas LCD, operam na mesma frequência utilizada pela rede wi-fi (2,4 GHz). Dessa maneira, opte por modelos mais novos de roteadores dual-band, que possuem duas frequências disponíveis, e utilize a faixa 5GHz.

Interessante, não é? Esses são alguns pontos que podem interferir na sua conexão dentro de casa, então fique atento e solucione de forma muita mais prática esse problema.

Com a Acesso, você se conecta com o mundo!


Dicas para melhorar o sinal do seu Wi-fi

Muitas vezes, o sinal do wi-fi pode ser alterado facilmente por algumas besteiras do dia a dia que nem percebemos. Dessa maneira, decidimos trazer algumas dicas úteis para melhorar a sua cobertura, veja só:

1. Atualize seus aparelhos:

Como qualquer aparato tecnológico, os roteadores de internet estão em constante evolução e atualização. Sempre que tiver um tempinho disponível, atualize tanto o roteador quanto os softwares dos seus aparelhos, para garantir sempre mais velocidade e confiabilidade na transmissão de dados.

2. O local certo para o seu roteador é essencial:
Locais isolados, distantes dos dispositivos que utilizam aquela internet, perto de microondas ou telefones sem fio, rádio ou perto de espelhos. Esses são alguns dos locais que você deve evitar colocar o seu roteador, porque eles influenciam no seu sinal. A melhor opção é posicionar o dispositivo em lugares altos para a conexão se expandir de forma livre.

3. Proteja sua rede de ladrões de sinal:
Senha seguras são essenciais para a proteção do seu sinal. Mesmo que já exista uma senha cadastrada, ela pode ser descoberta por vizinhos ou pessoas que passam pela área em que você está localizado, utilizando a sua conexão e deixando-a mais lenta. Opte pelo padrão de segurança mais avançado, o WPA, e por senhas mais complexas, alternando números e letras.

4. Altere o canal de conexão:
Como última dica, que tal verificar o canal da sua internet? Muitas pessoas possuem conexão sem fio, e com certeza sua rede está funcionando no mesmo canal que a de outras. Para dar uma ajudinha na sua cobertura, com menos interferências, você pode fazer algo bem simples: escolher o canal que está mais livre.

Uma forma de verificar esse é pelo Wifi Analyzer, ferramenta para Android, ou Wifi Stumbler. Em ambos, você consegue analisar gráficos de canais e recomendações, e para realizar a alteração você deve entrar em contato diretamente com a provedora ou, para quem deseja se aventurar, verificar as informações no manual de instruções.

Gostou das dicas e conhece mais alguma? Conta pra gente!

Fonte: CanalTech

5 dicas para comprar na internet com segurança

As compras pela internet estão cada vez mais comuns entre todas as idades, pela facilidade e praticidade que as lojas físicas, muitas vezes, não dão. A questão é: será que é um ambiente seguro? Estamos cansados de escutar sobre os casos de fraudes de cartão ou alguma coleta indevida de dados, afastando os possíveis consumidores deste meio. Dessa maneira, a Acesso trouxe algumas dicas para tornar a sua jornada de compra mais segura. Olha só:

 1. Confira a reputação do site: 

Verifique bastante e pesquise antes de finalizar, procure comentários ou pergunte a amigos se já realizaram alguma compra naquele site.

 2. Verifique se a loja possui conexão segura: 

Uma forma de verificar a segurança da conexão, é observando se o site possui um cadeado ao lado da URL. Não coloque suas informações em sites que não têm esse ícone.

3. Confira os dados da empresa: 

Normalmente, os sites possuem um local com as informações do CNPJ da empresa, caso não, você pode solicitar. Observando a veracidade desses dados, é mais uma maneira de saber se aquela loja realmente existe.

4. Não revele a senha do cartão de crédito: 

Cuidado! Não é comum solicitar a senha do seu cartão de crédito durante as compras, os dados solicitados são os números do cartão e o código de segurança.

5. Mantenha seu antivírus atualizado: 

Mesmo com todas as dicas acima, se o seu computador não estiver com o antivírus atualizado da forma correta, ele estará vulnerável aos golpes virtuais. A Acesso tem uma super parceria com a Living Safe + McAfee, então, é importante estar atento à esse detalhe e proteger todos os seus dispositivos!

Essas foram as nossas dicas para um mundo virtual mais seguro e compras sem dores de cabeça. O que você achou? Conta pra gente!